Buscar
  • Lucia Teixeira

Câncer de próstata: a importância de deixar o medo de lado por uma vida mais saudável


O câncer de próstata é o sexto mais comum e representa 10% do total de cânceres, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA). Entre os homens, é o segundo mais comum, atrás apenas do câncer de pele. O Instituto estima que o ano de 2016 termine com 61,2 mil novos casos da doença no País, mas este número poderia ser menor se os homens fizessem exames preventivos.

A Beckman Coulter incentiva os homens a procurar regularmente seu médico para a prevenção do câncer de próstata, pois enquanto o medo e o desconhecimento forem prioridade, pessoas continuarão a morrer — em 2012, ano do último levantamento do gênero, foram mais de 13 mil óbitos causados pelo câncer de próstata.

No geral, o homem se preocupa pouco com os exames periódicos de saúde e, diferentemente dos bons hábitos da população feminina, deixa para ir ao médico somente quando sente que algo está errado. Normalmente, são as esposas que acabam marcando as consultas e acompanhando o parceiro nas visitas ao especialista.

"O problema é ainda maior, pois o câncer de próstata não se manifesta precocemente, quando começa a incomodar é porque a doença já está em um estágio bem avançado. Por isso é de extrema importância fazer o exame de toque retal e medir o PSA para poder ter o diagnóstico mais precoce possível", alerta o Prof. Dr. Adagmar Andriolo, médico patologista clínico, Chefe da Disciplina de Medicina Laboratorial da Escola Paulista de Medicina - UNIFESP e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial.

Alguns dos tumores na próstata podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte quando não diagnosticados em tempo e não tratados corretamente. Portanto, a realização dos exames de Toque Retal (DRE) e PSA são altamente recomendados. "Quanto antes feito o diagnóstico precoce, maiores as chances de sobrevida. O paciente tem mais de 95% de chances de cura ao fazer os exames p2PSA e toque retal, com uma qualidade de vida muito boa", destaca o Prof. Dr. Andriolo.

Novo exame de câncer de próstata torna o diagnóstico mais simples e rápido

A Beckman Coulter inova com o lançamento do teste p2PSA, um exame simples de sangue cujos resultados fornecem informações mais específicas ao médico sobre o risco de câncer de próstata do que o PSA elevado pode representar isoladamente. Um resultado de p2PSA baixo indica um risco potencialmente inferior de câncer de próstata e pode diminuir a indicação para a realização de uma biópsia, enquanto um resultado de p2PSA elevado sugere que uma recomendação para a biópsia de próstata se faz necessário e urgente.

O exame p2PSA disponibilizado no mercado brasileiro auxilia na classificação apropriada dos pacientes com probabilidades baixas, moderadas e altas do câncer de próstata, e traz mais agilidade e facilidade ao diagnóstico do paciente.

Sobre a Beckman Coulter

Empresa especializada em desenvolver, fabricar e comercializar produtos que simplificam, automatizam e inovam testes laboratoriais complexos. Os sistemas de diagnóstico são encontrados em hospitais, laboratórios e clínicas em todo o mundo e produzem informações utilizadas pelos médicos para diagnosticar doenças, tomar decisões de tratamento e monitorar os pacientes.

A Beckman Coulter conta com uma base instalada de mais de 275.000 sistemas clínicos operando em laboratórios em todo o mundo e entre os clientes de diagnóstico clínico estão os laboratórios - sejam ambulatoriais, hospitalares, de apoio ou de referência.

Entre os segmentos de produtos, destacam-se: Automação, Centrifugação, Bioquímica, Citometria de Fluxo, Hematologia, Imunologia, Microbiologia, Diagnóstico Molecular, Diagnóstico Rápido, Bioquímica Especial e Urinálises.

Fonte: Terra

#Câncerdepróstata #PSA #p2PSA #Índicedesaúdeprostática #phi #Examedesangueparapróstata

37 visualizações

© 2020 Índice da Saúde da Próstata - phi. Todos os direitos reservados.